COVID: Procedimentos para manter os Laboratórios Seguros

A pandemia de COVID-19 foi identificada pela primeira vez na China em Dezembro de 2019 e teve início no Brasil em fevereiro de 2020, e com o intuito de orientar a realização de coleta, acondicionamento/conservação e transporte de amostras biológicas, com vistas ao diagnóstico laboratorial do novo coronavírus (COVID-19) da maneira mais segura possível, o Governo do Estado de São Paulo se antecipou e elaborou o  PROTOCOLO LABORATORIAL PARA A COLETA, ACONDICIONAMENTO E TRANSPORTE DE AMOSTRAS BIOLÓGICAS PARA INVESTIGAÇÃO DO NOVO CORONAVÍRUS (2019 – nCoV).

No primeiro tópico desse protocolo, que trata da coleta de amostra, há a orientação expressa de: “Manter o suprimento de álcool 70 e gaze para a limpeza da bancada antes e após a coleta da amostra biológica”.

Isso significa que todos os Laboratórios do Estado de São Paulo, para minimizar a propagação do vírus deve manter em estoque uma elevada quantidade desses materiais acima descritos, dentre os quais o Álcool 70, produto inflamável.

Dessa forma, seguindo as normas que regulamentam o Armazenamentos de Líquidos Inflamáveis e Combustíveis (ABNT NBR 17505), verifica-se no item 6 cominado com Tabela A.2 da ABNT NBR 17505-4, temos que é obrigatório que o armazenamento em grandes quantidades desse suprimento (Álcool 70%) seja realizado em equipamentos específicos como os ARMÁRIOS CORTA-FOGO.

Os ARMÁRIOS CORTA-FOGO REDENTOR preenchem os todos os requisitos mínimos determinados pelo item 6.3 da norma, e. portanto, é o melhor indicado para armazenamento desse produto conforme ABNT NBR 17505. Dentre suas principais características estão a função corta-chamas e vedação, pois impedem que, em caso de incêndio, as chamas adentrem no interior do armário e atinjam os produtos inflamáveis (no caso específico o Álcool 70% seja na forma líquida quanto em gel), eliminando assim os riscos de alastramento do incêndio e explosões. A Redentor possui diversos modelos, sendo os mais indicados para o armazenamento de Álcool 70% em Laboratórios em maior quantidade (até 60 galões) o ARMÁRIO CORTA-FOGO STANDARD e em menor quantidade (até 30 galões) o ARMÁRIO CORTA-FOGO GABINETE.

Ainda, para que os Laboratórios de fato cumpram o Protocolo supracitado, é necessário que todos os ambientes no qual são realizadas coletas de amostras para exames mantenham esse suprimento de Álcool 70% para a limpeza das bancadas, e, portanto, verifica-se a necessidade de transporte e armazenamento seguro desse suprimento nas quantidades diárias. Para isso a Redentor oferece a linha de CONTAINERES ANTI-EXPLOSÃO. Para o transporte  com segurança são indicados os  containeres anti-explisão de modelo R1 / R5/ R7 E JR7, já o R6 deve ser utilizado para descartar e transportar até central de resíduos. Por sua vez, a utilização em bancadas, mesas, dentre outros, por meio de umidecimento de panos para limpeza, o Container específico é o R2.

Para minimizar quaisquer riscos à saúde e vida dos pacientes, funcionários do laboratório, seja pela contaminação do COVID-19, seja mediante exposição à possibilidade de incêndio e/ou explosões em inflamáveis, a Redentor está de portas abertas para atender e demonstrar as melhores e mais seguras soluções para cada tipo de produto.

Open chat
Solicite seu orçamento!
Olá tudo bem?

Você pode solicitar seu orçamento e cotação por aqui!